terça-feira, 29 de setembro de 2009

Fórum de Juventude em Imperatriz


Matéria do blod do Wilson Leite

Após várias matérias informando a data da realização do Fórum da Juventude nos dias 27 e 28 (domingo e segunda), busquem no Google matérias sobre “fórum de juventude em imperatriz”
Fui avisado às 6hs da manhã a informação de que a abertura do Fórum se daria neste sábado dia 26/09 às 8h00 da manhã. Com 3hs de atraso a reunião deu inicio com a composição da mesa com as presenças dos prefeitos Sebastião Madeira, de Imperatriz, e Deoclides Macedo, de Porto Franco; do secretário municipal da Juventude, Arnaldo Júnior; do ex-secretário estadual da Juventude e atual assessor especial do Ministério do Trabalho no Maranhão, Weverton Rocha; do vereador Rildo Amaral (PV), do ex-deputado federal Luciano Leitoa (PDT), dos representantes do Conselho Estadual de Juventude, Ciro Oliveira (Imperatriz) e Raimundo Penha (Estado), e Rafael Oliveira, secretário-geral do Fórum Estadual de Juventude. E outros “lideres” estudantis como a ex-presidente da UMES-IMPERATRIZ, Kelly e Jaqueline Moreira, atual presidente da entidade.
Em todas as intervenções se destacaram as lamentações, seja pela redução dos recursos do FPM repassados à Imperatriz – devido a redução do IPI, para esconder a crise econômica do capitalismo – feito prefeito Madeira, seja pela cassação do ex-governador Jackson Lago, repetidos por todos da mesa.
Enquanto isso na plenária a JS PDT gritavam “palavras de ordem”, “Tropa de choque, osso duro de roer, juventude PDT”, “È pra lutar, é pra vencer, é juventude socialista PDT”. Deu pra perceber que o evento foi mais uma instancia para o PDT e partidos aliados para apresentar seus candidatos para 2010. Fora as torcidas organizadas ou rebanhos de estudantes, como os vinculados ao vereador de Pio XII, Assis Filho, faziam piadas ou retocavam o esmalte das unhas.
E a discussão acerca de políticas públicas para a juventude?
Bom, isso era o que menos importava no evento, não se conseguia entender qual a real finalidade do fórum, por sinal, nem os próprios organizadores. Primeiro divulgaram uma reunião do FEJMA com a apresentação da gestão do CEJOVEM (Conselho de Juventude), aprovar adesões de novas entidades ao fórum, mas nenhuma entidade de Imperatriz foi convidada, a exemplo do DCE/UEMA ou CA’s da UFMA e outras. O que se tinha de certeza era a eleição dos novos conselheiros do CEJOVEM – nomes definidos antes da abertura do evento.
Esse é o nível de organização da juventude que os governos populistas querem, como foi o caso do governo cassado de Jackson. Usam a bandeira da juventude para os defenderem.
Postado por Wilson Leite

criador do Linux avalia 15 anos de desenvolvimento do kernel que revolucionou o mundo digital


Em uma palestra dada durante a LinuxCon que reuniu diversos desenvolvedores e usuários Linux em Portland nos Estados Unidos, Linus Torvalds mostrou grande preocupação com o inchaço do sistema operacional do Pinguim, ele ainda disse que a cada nova característica que é acrescentada ao Linux o problema vai aumentando.

De acordo com o último relatório da Linux Foundation, divulgado em agosto, entre a versão 2.6.24 e a versão 2.6.30 já foram adicionadas 2,7 milhões de linhas de código. Torwalds disse não imaginar que as modificações seriam feitas tão rápido e garantiu que os desenvolvedores estão achando os bugs rapidamente, porém a quantidade de recursos que estão sendo implementados chega a assustar o criador.

Ele ainda afirmou que o grande problema é que o sistema não está como ele imaginou a 15 anos, ele diz que o kernel das distribuições atuais estão gigantescos e inchados e que ainda há muito a ser feito para tornar o Linux cada vez melhor.

Atualmente temos incontáveis distribuições Linux espalhadas no mercado, seja Ubuntu, Fedora, Redhat, Mandriva, BigLinux… O número não para e isto pode ser um problema na briga de mercado com outros grandes como Windows e MacOS, se pudessemos juntar tudo em uma única coisa talvez seria bem mais fácil brigar pelo mercado de sistemas operacionais, o que temos espalhado por ai de distribuições fracas que são colocadas em computadores de fabricantes apenas para o usuário final trocar depois de adquirir o computador são incontáveis.

Ao mesmo passo que isto parece ser um problema se torna a grande diferença e salvação do Linux, ao contrário de outros sistemas, você pode ter a ferramenta que precisar e aproveitar o máximo daquilo que for utilizar, afinal é mutável, você pode alterar da maneira que achar melhor, ao contrário de outros podemos escolher entre um número enorme de distribuições e ver qual nos adaptamos mais, porém para isto não podemos simplesmente ver o sistema, encontrar algum problema e parar por ai, temos que ir a fundo e aprender cada vez mais, caso contrário seremos eternos escravos do que mandarem agente comer e teremos que engolir fazendo cara de que está tudo bem.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Goleador Romário agora é Socialista


O ex-atacante da Seleção Brasileira Romário se filiou oficialmente ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), nesta terça-feira (22), em evento realizado no Centro do Rio.



Ele afirmou que ainda não tem planos para se candidatar em 2010, mas não descartou a hipótese e brincou ao dizer que já chegou no partido causando alvoroço:



“Já entrei sentando na janela, mas quem sou eu para dizer ao que quero me candidatar”.



Na frase, Romário cita a si próprio: em 2003, ao criticar um técnico novato do Fluminense, ele disse: "O cara ainda nem entrou no ônibus e já quer sentar na janela".

Ao se apresentar, o jogador cometeu uma gafe e disse que estava se filiando ao PSDB, mas se desculpou em seguida. “Até hoje de manhã estava em dúvida sobre a filiação”, brincou.

Romário afirmou que entrou no PSB para ajudar as crianças carentes através do esporte. “Para ser candidato é preciso ter projetos, mas nesse momento quero apenas dar qualidade de vida aos que precisam. Vamos criar escolas de futebol ligadas a centros de educação”, disse o recém-filiado.

Escola técnica na Vila da Penha



O primeiro projeto de Romário seria a escola de futebol na Vila da Penha, Zona Norte, e que teria ligação com o Centro de Vocação Tecnológica (CVT), escola técnica coordenada pela secretaria estadual de Ciência e Tecnologia.

“Para participar da escola de futebol será necessário estar estudando. Toda criança precisa frequentar a escola”, afirmou Romário, dizendo que já comandava projeto similar, mas teve que parar por falta de verba.

Para o presidente do PSB, Alexandre Cardoso, Romário é um ídolo do povo e entra no partido para agregar valor. “Eu o convidei há três meses. Estamos abrindo o partido para uma pessoa formadora de opinião. A população carente precisa de ídolos e o partido vai usar o nome do Romário a favor da educação”, afirmou.

sábado, 19 de setembro de 2009

(in) Segurança Pública revoltante ou A sombra da greve de 79


Absolutamente desnecessário, absurdo e revoltante as cenas captadas por um celular que mostram a ação truculenta, irresponsável e abusiva dos agentes de segurança, tanto da prefeitura de São Luís, quanto do governo do Estado, quando dois estudantes divulgam pacificamente suas ideías no terminal da integração da Praia Grande. mais revoltante ainda é observar os 'agentes de segurança tratar cidadãos de bem, estudantes, como bandidos, agredindo, como se ve pelas imagens, jovens no pleno exercicio de seus direitos individuais. aproveito o post para apresentar minha solidariedade aos estudantes e meu repúdio à ação daqueles que deveriam garantir à ordem ao exercicio das liberdades individuais.

o link eh esse: http://www.youtube.com/watch?v=PQMoUeZg52c&feature=player_embedded

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Zeros Graus á serviço da Oligarquia


do g1

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto, disse nesta terça-feira (15) ter ficado “surpreso” com a decisão tomada na segunda (14) pelo ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu os julgamentos dos pedidos de cassação de mandato de governadores, senadores e deputados federais que tramitam na Corte Eleitoral.


A decisão liminar (provisória) de Eros se refere apenas aos processos protocolados diretamente no TSE que não tenham passado pelos tribunais regionais eleitorais (TREs). A medida atendeu a um pedido de cinco partidos, que alegam que a competência originária para julgar cassações de parlamentares e governadores é dos TREs. O STF decide se mantém a liminar no próximo dia 30.

“Não me cabe criticar a decisão do ministro Eros, mas o que me cabe é dizer que fiquei surpreso. Só isso. O ministro Eros é o juiz da causa e não há como criticar o plano do conteúdo da sua decisão. Isso é intocável”, disse Ayres Britto.


saiba mais

*
Governador cassado do Tocantins diz que 'luta não acabou'
*
TSE confirma cassação de governador do Tocantins e convoca nova eleição

Ele acrescentou que o próprio Eros Grau, que renunciou há poucos meses do cargo de ministro do TSE, já proferiu decisões que reconhecem a competência do TSE para julgar casos originários.

“O ministro Eros reconheceu a plausibilidade jurídica do pedido, mas posso dizer que no julgamento do caso Jackson Lago [governador cassado do Maranhão], o ministro Eros, quando dos embargos de declaração, teve a oportunidade de se pronunciar sobre o tema e o fez assentando categoricamente a competência do TSE, lembrando inclusive que a nossa jurisprudência neste sentido é de quatro décadas”, destacou o presidente do TSE.

Ayres Britto disse ter pedido ao presidente do STF, Gilmar Mendes, celeridade para a questão ser levada a plenário, ocasião em que a liminar será ou não confirmada. Em conversa por telefone com o próprio ministro Eros, Britto ouviu do colega que ele “vai levar o caso para julgamento o mais rápido possível”.



À noite, por volta das 20h, o STF informou que julgará no próximo dia 30 se mantém ou não a liminar. O mérito do processo ainda não tem data para ser analisado.

Governadores

De acordo com a assessoria de imprensa do TSE, no caso dos governadores que ainda respondem a processo de cassação, os únicos beneficiados com a decisão do ministro Eros Grau são Marcelo Déda (PT), governador de Sergipe, e Roseana Sarney (PMDB), do Maranhão, que herdou o cargo após a cassação de Jackson Lago. Ela, no entanto, já é alvo de processos por suspeita de fraude eleitoral.

Os outros dois acusados de irregularidades durante a eleição de 2006, Ivo Cassol (sem partido-RO) e José de Anchieta Junior (PSDB-RR), já tiveram os casos analisados pelos TREs dos estados de Rondônia e Roraima, respectivamente. Como se tratam de recursos protocolados contra decisões do TRE, as ações contra ambos terão prosseguimento no TSE.

Cassol teve o mandato cassado no TRE, mas se mantém no cargo até a análise de recursos, enquanto Anchieta foi absolvido em primeira instância. Segundo levantamento da assessoria do TSE, a decisão de Eros Grau paralisa 56 processos que envolvem governadores e parlamentares.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Vanguarda do atraso


por Leandro Fortes

Censores em ação: download interrompido na marra!

Primeiro, a internet violentou o papel em sua essência física, palpável, dogmática. Roubou à História da escrita o movimento manual da pena e o batuque, ora mecânico, ora elétrico, das máquinas de escrever de outrora. Minou, por assim dizer, o essencial, a rotina, para então começar a dizimar os modelos. Em pouco mais de uma década, derreteu a credibilidade e expôs as intenções das ditas mais sérias empresas de comunicação do Brasil, apesar da permanente tensão provocada pela expectativa de cerceamento e censura. Aliás, uma tentação autoritária pela qual, ao que parece, o Senado da República ensaia se ajoelhar. São sinais dessa tormenta em que vive o jornalismo brasileiro, confinado num vazio que se estende no éter de um rápido processo de decadência moral, em parte resultante de maus hábitos de origem, como o arrivismo e a calúnia pura e simples, mas também porque sobre as redações paira um ar viciado e irrespirável cheio de maus agouros de mudança, ou melhor, de status.

São ventos recentes, os da internet, que nem marolas faziam nos primeiros anos de concentração de usuários e funcionamento da rede mundial de computadores. Como fenômeno de jornalismo, foi preciso esperar que o ambiente virtual deixasse de ser eminentemente transpositivo, na verdade, uma cópia digital dos jornais, para surgir um espaço editorial novo, essencialmente individual, mas nutrido pelas idéias do coletivo. Definidos de forma simplista, no nascimento, de diários eletrônicos, os blogs se fixaram como um instrumento de comunicação social poderoso, a ponto de se tornarem subversivos, no melhor sentido da palavra. Passaram a devorar velhos esquemas como uma nuvem de insetos, milhões deles, em crescimento exponencial. Tornaram-se, na singular definição do ministro-jornalista Franklin Martins, “grilos falantes” da mídia e inauguraram uma regulação ética nominal e permanente do noticiário. Dentro desse papel, os blogs independentes têm conseguido desmascarar, muitas vezes em tempo real, tradicionais espaços editorais voltados, historicamente, para a manipulação e distorção de matérias jornalísticas a soldo de interesses inconfessáveis. Tornaram-se, em pouco tempo, imprescindíveis.

Pensei nisso tudo por várias razões, mas principalmente porque tenho que falar, no final de outubro, com estudantes de jornalismo da Universidade de Maringá, no Paraná, sobre o fenômeno da blogosfera e discutir as razões desses maus tempos de jornalismo em que vivemos. Mas também porque a animosidade das velhas elites políticas brasileiras com a internet alcançou seu paroxismo nesse projeto inacreditável assinado pela dupla de senadores Marco Maciel (DEM-PE) e Eduardo Azeredo (PSDB-MG), de restrição de liberdade na rede mundial de computadores. Onde estão os freios dessa gente? Ainda que não houvesse muitos motivos para repudiar uma intenção de censura no mais democrático ambiente de comunicação da cultura humana em todos os tempos, bastaria um – o da civilidade – para fazer calar esse clamor de alcova que nos envergonha.

Trata-se de uma tentativa primária, nos métodos e na intenção, de conter o poder iconoclasta e o viés crítico da internet, notadamente dos blogs. Pretende-se amordaçar uma rede formada, apenas no Brasil, por 64,8 milhões de pessoas, segundo pesquisa do Ibope publicada em agosto de 2009, ou seja, no mês passado. O instituto calcula que esse número cresça, na próxima década, cerca de 10% ao mês. Portanto, mais do que dobrando de tamanho em 10 anos, a depender da intensidade das diversas políticas de inclusão digital capitaneadas pelo governo do PT. Pensar em controlar o torvelinho de informação circulante, hoje, na internet, é um exercício absoluto de arrogância, quando não de ignorância. É um exagero surpreendente, até mesmo em se tratando de uma iniciativa dessa triste e reacionária elite política e econômica brasileira. De minha parte, não acredito que o Brasil vá aceitar, inerte, essa bofetada do atraso.

Eu não vou.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

MPF/MA propõe ação contra UFMA e instituições privadas de ensino superior


MPF/MA propõe ação contra UFMA e instituições privadas de ensino superior
(09/09/2009)Instituições estão cobrando para emitir diploma de conclusão de curso, o que é proibido por lei

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil pública, com pedido de tutela antecipada (liminar), contra a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e nove instituições privadas de ensino superior no estado, em razão das cobranças de taxas para emissão do diploma universitário. A cobrança é abusiva e proibida por lei.

De acordo com a ação, representações de concludentes de instituições privadas de ensino superior foram protocoladas na Procuradoria da República no Maranhão, denunciando a cobrança da taxa. Logo após, por meio de procedimento administrativo, o MPF constatou que, de fato, os universitários estão sendo cobrados para obtenção do diploma, em ofensa às normas constitucionais e legais, relativas à gratuidade para obtenção do certificado.

Segundo o procurador da República José Milton Nogueira Júnior, algumas das instituições de ensino superior alegaram que a cobrança, na verdade, parte da UFMA, que é a instituição credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) para registrar o diploma das instituições privadas de ensino. As instituições alegaram, ainda, que a cobrança do serviço não se refere à expedição em si do diploma, mas ao registro dele junto à UFMA.

Para o procurador é certo que a universidade cobre pelo serviço prestado a outras instituições de ensino, uma vez que o serviço é qualificado como serviço administrativo. “O que não é correto é que as Guias de Recolhimento da União (GRU'S) sejam emitidas em nome dos alunos e não das instituições de ensino não-universitárias, o que acaba por tornar inócuas as normas que garantem a gratuidade da expedição dos diplomas”, afirmou José Milton. “De nada adianta a instituição de ensino superior expedir gratuitamente o diploma se o respectivo registro consistir em ato oneroso; e o que é pior, arcado pelos formandos”, completou.

O MPF/MA requer, desse modo, que as instituições privadas suspendam imediatamente a cobrança da taxa aos alunos de todos os cursos que colarão grau e que a UFMA passe a emitir as guias de recolhimento em nome das próprias instituições emissoras dos diplomas e que elas arquem com essa despesa.

Relação das instituições privadas alvo da ação: Faculdade Santa Fé (Cessf), Faculdade de Educação São Francisco (Faesf), Faculdade do Baixo Parnaíba (Fap), Faculdade Evangélica do Meio Norte (Faeme), Instituto de Ensino Superior do Maranhão (Iesma), Instituto de Estudos Superiores do Maranhão (Iesma), Instituto Maranhense de Ensino e Cultura (Imec), Fac São Luís e Unidade de Ensino Superior Dom Bosco (Undb).

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Nas tetas do Estado

direto do Blog do Eri:www.ericasantoscastro.blogspot.com

O PDT maranhense ficará de novo calado?
O presidente do Senado José Sarney aumenta o seu poder de influência até no PDT. Depois de fazer de Waldez Góes (PDT) o governador do Amapá, derrubando via golpe judicial o ex-governador João Capiberibe (PSB), agora ele investe em Rondônia. Também via golpe judicial o empresário Acir Gugacz, segundo colocado na eleição para o Senado, em 2006, torna-se senador-diplomado pela Justiça Eleitoral e no próximo ano será candidato a governador pelo PDT, com o apoio do Planalto.



O senador Sarney desenvolveu seu modus operandi a partir do Maranhão onde controla o poder Judiciário desde longe. Atualmente a desembargadora Nelma Sarney é a presidente do TRE- Tribunal Regional Eleitoral, o Fórum de São Luís chama-se desembargador Sarney Costa, em homenagem ao seu pai e o Tribunal de Contas do Estado denomina-se Roseana Sarney, em 'liturgia' à sua filha.
No Piauí o senador já fez das suas. Também lá empossou governador, via golpe judiciário, Hugo Napoleão. Recentemente o governador Jackson Lago foi deposto, também via golpe judiciário.
Em Pinheiro, o secretário das Cidades Filuca Mendes que é afilhado e aprendiz do senador Sarney deslocou, nesta semana, uma correção do Tribunal de Contas do Estado para amedrontar o prefeito Zé Arlindo (DEM), que ameaça rompimento político.
Sarney e Lupe: uma relação secreta
O presidente nacional do PDT Carlos Lupi, não brigou pelo governador Jackson Lago. Como ministro do governo Lula poderia ameaçar o rompimento ou pelo menos tentar influenciar o Planalto em não ser tão ostensivo a favor de Sarney. Portanto, não é preciso falar de que lado ele ficou nesse processo.
Ademais, uma fonte do grupo Roseana informou-me que o presidente do PDT Carlos Lupi não admitirá que o partido faça campanha para o candidato do PSDB. Assim sendo, caso Jackson participe do palanque do candidato tucano a presidente haverá intervenção no Diretório Estadual. Mais uma vez o presidente nacional do PDT trabalhará para Sarney.